Atualizações em Neurologia Cognitiva – Jul-Ago/11

Publicado: 27/08/2011 em Neurologia Cognitiva

Desfechos de Comprometimento Cognitivo Leve por Definição: Um Estudo Populacional

(“Outcomes of Mild Cognitive Impairment by Definition A Population Study”)

Ganguli M, Snitz BE, Saxton JA, Chang CCH, Lee CW, Bilt JV, Hughes TF, Loewenstein DA, Unverzagt FW, Petersen RC 

Arch Neurol. 2011;68(6):761-767

 

Abstract: CONTEXTO: Comprometimento cognitivo (CCL) tem sido definido de diversas maneiras. OBJETIVO: Determinar os desfechos em 1 ano de CCL por diferentes definições em nível populacional. DESENHO: Coorte com um ano de seguimento. Participantes foram classificados como tendo CCL usando as definições a seguir: “CCL amnéstico pelos critérios Mayo”, “CCL expandido pelos critérios do International Working Group”, Clinical Dementia Rating (CDR) = 0,5, e uma classificação puramente cognitiva em CCL amnéstico e não-amnéstico. MEDIDAS DE DESFECHO PRINCIPAIS: Para desfechos de CCL, havia 3 possibilidades: piora (progressão para demência – CDR 1 – ou deficit cognitivo grave), melhora (reversão para CDR 0 ou cognição normal) e establidade (CDR inalterado). RESULTADOS: Independente da definição de CCL, durante 1 ano, uma pequena proporção de participantes progrediu para CDR 1 (0-3%) ou déficit cognitivo grave (0-20%) em taxas maiores do que voluntários cognitivamente normais. Uma parte maior dos pacientes melhorou ou reverteu para normal (6-53%). A maioria dos participantes permaneceu estável (29-92%). Nas definições focadas em déficit de memória e de domínios cognitivos múltiplos, proporções maiores de participantes progrediram e menores reverteram o CDR. CONCLUSÕES: Como verificado por várias definições, CCL é uma entidade heterogênea em nível populacional, mas progride para demência em taxas maiores que a população idosa normal. Proporções de participantes progredindo para demência foram mais baixas e revertendo para normal foram mais altas que em populações clínicas. Déficits de memória e em múltiplos domínios levam a uma maior progressão e menor reversão. Critérios de pesquisa podem beneficiar na validação em nível comunitário antes da incorporação na prática clínica.

Conclusões: Ganguli e colaboradores, num estudo que envoleu 4 grandes centros nos EUA, avaliaram 1982 pessoas com mais de 65 anos para verificar a ocorrência de comprometimento cognitivo leve (CCL), sua forma clínica e evolução após 1 ano. Observaram que 35,2% dos pacientes apresentavam CCL, sendo que 3,6% dos pacientes foram classificados como CCL amnéstico único domínio, 5,8% como CCL amnéstico múltiplos domínios, 13,5% como CCL não-amnéstico único domínio e 6% como CCL não-amnéstico múltiplos domínios. Dessa população, o risco de evoluir para demência, foi nessa ordem: CCL améstico múltiplos domínios (19,8%), CCL améstico único domínio (5,8%), CCL não-amnéstico múltiplos domínios (4,3%), CCL não-amnéstico único domínio (1,1%).  Seus dados demonstram que CCL é uma condição prevalente na população idosa e que diferentes tipos de CCL apresentam evoluções diferentes, ressaltando-se a importância de uma avaliação cognitiva detalhada nestes pacientes para estabelecer o prognóstico do paciente com maior segurança.

Link: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21670400

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s