Open Access

A Ciência é uma conquista da Humanidade como um todo, e toda sua cadeia de produção, desde a criação de universidades e centros de pesquisa, formação de pesquisadores e financiamento de pesquisa, quase sempre está associada ao dinheiro público, pago por contribuintes, como você e eu. Porém, no momento de publicar nossos sofridos resultados para a comunidade científica, deparamo-nos com uma realidade dura de aceitar: para sermos reconhecidos, temos que ceder gratuitamente nossas informações a grupos editoriais mercantilistas, que vendem nossas informações e depois cobram para que nós possamos ter acesso à mesma literatura científica de alta qualidade, que nós produzimos (o que me dá arrepios, ao lembrar do cruel tráfico triangular entre colônias e metrópoles dos séculos XV ao XVIII). Segundo dados da CAPES, atualmente o governo brasileiro gasta em torno de 65 milhões de reais para termos o acesso a todas aquelas revistas científicas que podemos conferir no site Periódicos Capes (http://periodicos.capes.gov.br.ez67.periodicos.capes.gov.br/index.php?option=com_phome).

Há uma iniciativa de caráter global, chamada de Open Access, que consiste em um boicote às grandes editoras de material científico (Elsevier, Wiley etc) e incentivo às revistas que publicam artigos com acesso livre e irrestrito. Este grande projeto conta com a ajuda do poderoso National Institute of Health (NIH) norte-americano, no sentido de obrigar que os trabalhos realizados com financiamento do NIH tenham seu acesso liberado após alguns meses de publicado, na própria página no PubMed Central (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/) ou ao lado dos abstracts usando o PubMed.

Como grande simpatizante desta iniciativa, impossibilitado de disponibilizar os artigos que comentamos no JEAN na íntegra por questões de copyright, e sabendo que nem todos tem acesso a estas revistas científicas por dispositivos como Periódicos Capes ou SibiNet da USP, resolvi juntar as revistas de Neurologia, com conteúdo open access, para estimular o acesso. É importante comentar que são revistas novas, com fator de impacto e qualidade técnica inferior às grandes revistas, já que não contam com o forte capital oriundo de nossas pesquisas. Quanto à qualidade dos trabalhos, há um óbvio viés de publicação, mas artigos muito bons também podem ser encontrados. As revistas nacionais ligadas à Scielo também têm acesso aberto.

Lista das Revistas em Neurologia com Acesso Aberto

Revista “Annals of Indian Academy of Neurology”: http://www.annalsofian.org/

Fator de Impacto 2010: 0,415

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Arquivos de Neuro-Psiquiatria”: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&pid=0004-282X&lng=pt&nrm=iso

Fator de Impacto 2010: 0,2

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “BMC Neurology”: http://www.biomedcentral.com/bmcneurol/

Fator de Impacto 2010: 2,8

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “BMC Neuroscience”: http://www.biomedcentral.com/bmcneurosci/

Fator de Impacto 2010: 3,09

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Case Reports in Neurology”: http://content.karger.com/ProdukteDB/produkte.asp?Aktion=JournalHome&ProduktNr=238704

Fator de Impacto 2010: ?

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Dementia & Neuropsychologia”: http://www.demneuropsy.com.br/conteudo.asp?pag=9

Fator de Impacto 2010: ?

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Frontiers in Neurology”: http://www.frontiersin.org/Neurology

Fator de Impacto 2010: ?

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “ISRN Neurology”: http://www.isrn.com/journals/neurology/

Fator de Impacto 2010: ?

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Journal of Clinical Neurology (Seoul, Korea)”: http://www.thejcn.com/

Fator de Impacto 2010: ?

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Journal of Neurology & Neurophysiology”: http://www.omicsonline.org/jnnhome.php

Fator de Impacto 2010: 0,83

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Neurology India”: http://www.neurologyindia.com/aboutus.asp

Fator de Impacto 2010: 0,834

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Neurology International”: http://www.pagepress.org/journals/index.php/ni

Fator de Impacto 2010: ?

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Molecular Neurodegeneration”: http://www.molecularneurodegeneration.com/

Fator de Impacto 2010: 5,36

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Neurology Research International”: http://www.hindawi.com/journals/nri/

Fator de Impacto 2010: ?

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “The Open Neurology Journal”: http://www.benthamscience.com/open/toneuj/

Fator de Impacto 2010: ?

—————————————————————————————————————————————————————————

Revista “Surgical Neurology International”: http://www.surgicalneurologyint.com/

Fator de Impacto 2010: ?

comentários
  1. Patricia Toscano disse:

    Excelente

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s